Polícia de Jundiaí apreende R$ 3 milhões em esmeraldas

Pedras preciosas foram encontradas em mansão de empresário, que foi preso; armas também foram achadas

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

04 Novembro 2009 | 18h47

A Polícia Civil de Jundiaí, no interior de São Paulo, apreendeu na tarde desta quarta-feira, 4, cerca de R$ 3 milhões em esmeraldas na casa do empresário Mairos Lahude, de 74 anos. Ele foi detido em sua mansão no bairro nobre da cidade, no Jardim Ana Maria, após dois meses de investigações sobre cargas roubadas, tráfico de drogas e comércio ilegal de pedras preciosas.

 

A polícia suspeita que as pedras lapidadas e semilapidadas encontradas na casa do empresário seriam vendidas para diversos países no exterior. Além das esmeraldas, cinco armas foram apreendidas -- três revólveres, um fuzil adaptado e uma carabina.

 

Lahude, que já tem passagem pela polícia de Minas Gerais por roubo de carga, foi indiciado por posse ilegal de armas e pode responder ainda por comércio ilegal de pedras preciosas. A Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes (Dise) da região investiga a origem das esmeraldas e a identidade de outras pessoas ligadas à rede ilegal.

Mais conteúdo sobre:
Jundiaí pedras preciosas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.