Juliana Diógenes/Estadão
Juliana Diógenes/Estadão

Polícia confirma que restos mortais encontrados no prédio de SP são de gêmeos de 10 anos

Mãe dos irmãos, Selma Almeida da Silva, e mais três pessoas continuam desaparecidas

Bruno Ribeiro e Juliana Diógenes, O Estado de S.Paulo

12 Maio 2018 | 15h05
Atualizado 12 Maio 2018 | 16h44

As ossadas de duas crianças encontradas nos escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, no centro de São Paulo, nesta quarta-feira, 9, são dos gêmeos Wendel e Werner da Silva Saldanha, de 10 anos. Eles estavam na lista oficial de desaparecidos divulgada pelo Corpo de Bombeiros.

A mãe dos irmãos, Selma Almeida da Silva, e mais três pessoas continuam desaparecidas.

+++ Polícia identifica segunda vítima de desabamento de prédio em SP

A confirmação é do Núcleo de Biologia e Bioquímica do Instituto de Criminalística, divulgada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) no início da tarde deste sábado, 12.

Segundo o órgão, o DNA recolhido dos remanescentes humanos de duas crianças encontrados apresentou vínculo genético com o material fornecido pela família dos gêmeos. Além deles, já foram identificados  Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro e Francisco Lemos Dantas. 

+++ Vaquinha ajuda moradores do Largo do Paiçandu

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.