Polícia Civil prende suspeito de liderar PCC em São Bernardo

Marcos Laureano da Silva, o São Paulino, estava foragido desde outubro e foi pego em um supermercado na Rodovia Anchieta

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

22 Dezembro 2014 | 21h12

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu um suspeito de ser líder do Primeiro Comando da Capital (PCC) na região do ABC paulista, na tarde desta segunda-feira, 22. Monitorado há um mês, Marcos Laureano da Silva, o São Paulino, de 31 anos, foi pego enquanto fazia compras com a mulher em um supermercado na Rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

De acordo com a Polícia Civil, São Paulino é membro do alto escalão da facção criminosa e fazia parte da Sintonia Final de São Bernardo. Com a prisão de James Mendes da Silva, o G Gordão, em agosto, ele ocuparia uma "cadeira" entre os membros da Sintonia dos 14, diretamente ligada ao Comando Geral do PCC, mas acabou preso em setembro, antes de assumir o cargo.

Marcos Laureano da Silva conseguiu um alvará de soltura no dia 10 de outubro, mas uma nova prisão preventiva foi expedida uma semana depois. Desde então, ele estava foragido. Segundo os policiais, São Paulino não resistiu à prisão.

"Desarticulamos, de novo, o PCC no ABC paulista. A cada três meses, a gente dá uma pancada dura neles e não deixa que a facção crie tentáculos na região", afirmou o delegado Carlos Alberto da Cunha, titular da Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes (Dise) de São Bernardo.

Mais conteúdo sobre:
PCC São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.