Polícia Civil fecha cassino na zona sul de SP

No imóvel, foram apreendidas várias máquinas de caça-níquel e de videopôquer

RICARDO VALOTA, Agencia Estado

28 de agosto de 2007 | 11h17

Agentes do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), da Polícia Civil, fecharam no fim da noite desta terça-feira, 28, um cassino que funcionava na Vila Primavera, na zona sul da capital paulista. Um grupo de cerca de 30 pessoas, entre funcionários, clientes e o responsável pela casa de jogos, foi detido e encaminhado ao 15º Distrito Policial, do Itaim. Com exceção do acusado de ser o dono do cassino, as demais pessoas assinaram um termo circunstanciado, foram liberadas e responderão processo em liberdade. No imóvel foram apreendida muitas máquinas, entre elas de caça-níqueis e de videopôquer.A polícia acredita que exista um grande esquema criminoso por trás do cassino. Segundo informações preliminares da Polícia Civil, o dono do cassino seria parente do banqueiro do jogo do bicho e contraventor penal Ivo Noal, condenado pela Justiça Federal por crimes contra a ordem tributária, sonegação fiscal e declaração falsa à Receita.

Tudo o que sabemos sobre:
cassino

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.