Google Maps/Reprodução
Google Maps/Reprodução

Polícia Civil faz operação contra lavagem de dinheiro de facção em Presidente Prudente

Grupo fornecia fretamento de ônibus para familiares de presos, pagamento de aluguel e tratamentos de saúde em troca do uso de contas bancárias para lavagem do capital proveniente do tráfico de drogas

Pedro Prata, O Estado de S.Paulo

03 de julho de 2019 | 10h01

A Polícia Civil do Estado de São Paulo realizou operação na manhã desta quarta-feira, 3, para desarticular esquema de lavagem de dinheiro de facção criminosa em Presidente Prudente, no interior do Estado. A Operação Welfare investigava esquema que fornecia fretamento de ônibus para familiares de presos, pagamento de aluguel e tratamentos de saúde em troca do uso de contas bancárias para lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas. Foram expedidos 38 mandados de prisão temporária, 46 de busca e apreensão e 16 buscas administrativas.

A Operação Welfare foi realizada pelo Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter 8), de Presidente Prudente, com apoio da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) e do Ministério Público (MP). Durante seis meses, a Deinter 8 investigava a célula, denominada 'Sintonia de Ajuda', que cooptava esposas e outros familiares de presos para utilizar suas contas bancárias. Os cartões de acesso à conta ficavam sob uso dos integrantes da facção. Quando o saque de dinheiro excedia o limite permitido pelo autoatendimento, o titular da conta realizava a retirada de dinheiro com os atendentes do banco.

A Polícia Civil também apreendeu documentação relacionada às contas bancárias para aprofundar a investigação. Os crimes investigados são de organização criminosa, lavagem de capitais e tráfico de drogas. A Polícia divulgará os resultados da operação ainda nesta quarta. / Com informações da assessoria de comunicação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.