Polícia Civil faz megaoperação contra o crime organizado em SP

Pelo menos 800 policiais do Deic cumprem mandados de busca, apreensão e prisões na Grande São Paulo

Paulo R. Zulino e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

14 de agosto de 2007 | 09h46

A Polícia Civil de São Paulo deu início à Operação Inverno Quente na manhã desta terça-feira, 14, com o objetivo de prender traficantes de drogas, ladrões de carros e de carga e seqüestradores. Pelo menos 800 policiais do Departamento de Investigações contra o Crime Organizado (Deic) deram início à operação às 7 horas.   Os policiais cumprem mandados de buscas, apreensões e prisões. Um dos objetivos é desmantelar uma quadrilha especializada em seqüestros. De acordo com o setor de inteligência da Polícia Civil, foi apurado o envolvimento de cerca de 40 pessoas nessa modalidade de crime. Por isso, a Divisão Anti-Seqüestro (DAS) realiza bloqueios principalmente entre São Paulo e Diadema, na região do Grande ABCD.   As informações dão conta da existência de muitos grupos que atuam naquela área. Conforme ainda a Secretaria Estadual de Segurança Pública, além dos bloqueios pela cidade e em estradas, os agentes também realizam inserções em vários ramos de atividade comercial. Até às 9h30, não havia sido divulgado o resultado da operação, que não tem horário definido para ser encerrada.   Texto alterado às 10h51 para correção de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.