ALEX SILVA/ESTADAO
ALEX SILVA/ESTADAO

Polícia Civil busca imagens de arrastão em casas no Pacaembu

Residências atacadas na zona oeste de São Paulo têm micro quebrado e apresentam circuito fechado de TVcom problemas

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

04 Fevereiro 2016 | 03h00

SÃO PAULO - A Polícia Civil vai recolher imagens de câmaras de segurança de ruas da região do Pacaembu para tentar identificar a quadrilha que fez um arrastão na terça-feira, 2, em três imóveis da Rua Bauru, perto do Estádio do Pacaembu, na zona oeste.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, as informações repassadas por vítimas e testemunhas ao 23.º Distrito Policial são de que pelo menos dois veículos foram usados para o crime: ambos da cor branca e da marca Honda – um Fit e um Civic.

Os imóveis invadidos passaram por perícia, ainda segundo informações da secretaria. Uma das casas estava com o circuito fechado de câmaras quebrado havia pouco mais de um mês. Na terceira casa, o computador que registra as imagens foi quebrado. Mas policiais percorreram casas vizinhas para localizar câmeras que possam ter filmado os criminosos chegando ou comparsas que teriam ficado do lado de fora dos imóveis, dando cobertura. 

Crime. O caso aconteceu na hora do almoço da terça-feira. Ao todo, dez pessoas foram feitas reféns pelo grupo armado. Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, foi o segundo registro de invasão a casas ocorrido neste ano no bairro.

Na primeira casa invadida na terça, onde havia quatro pessoas, quatro criminosos entraram usando o portão eletrônico, que teve o controle decodificado. Na segunda casa, onde havia duas crianças e dois funcionários, as vítimas relataram ação de cinco pessoas. Na última casa invadida, duas pessoas foram feitas reféns.

Os criminosos levaram joias, cédulas de euros e dólares, aparelhos eletrônicos, garrafas de bebidas importadas e bolsas. A ação durou duas horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.