Polícia apura maus-tratos a menina de 8 anos morta no interior

Menina chegou ao hospital com parada cardiorrespiratória; médico da Santa Casa não apontou agressões

Brás Henrique, de O Estado de S. Paulo,

29 de janeiro de 2008 | 22h38

A polícia de Santa Rita do Passa Quatro, na região de Ribeirão Preto, está apurando uma denúncia de possíveis maus-tratos contra uma menina de 8 anos, que morreu na noite de sábado, 26, devido a problemas respiratórios, que tinha desde seu nascimento. Ingrid Vitória Rodrigues chegou à Santa Casa com parada cardiorrespiratória, não revertida. No domingo, 27, a Polícia Militar recebeu denúncias de que Ingrid teria sido vítima de maus-tratos. O delegado João Alaor Garcia, de Descalvado, que responde pelo município, instaurou um inquérito para apurar a denúncia. O médico que a atendeu nada constatou. Testemunhas seriam ouvidas sobre o caso e os remédios ingeridos pela menina foram apreendidos. Outra denúncia era de que a menina estaria morando numa casa de prostituição, que já estaria desativada, segundo a polícia. O imóvel foi alugado há cerca de 20 dias pela mãe e pelo padrasto de Ingrid para a abertura de um bar, no bairro São Cristóvão, na periferia da cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
interior de SPmaus-tratos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.