Polícia Militar/Divulgação
Polícia Militar/Divulgação

Polícia apreende esmeraldas e diamantes em rodovia no Guarujá

Além das pedras preciosas, os agentes encontraram algemas, distintivos e simulacros de arma em um carro

Ludimila Honorato, O Estado de S.Paulo

06 Março 2018 | 06h35
Atualizado 07 Março 2018 | 05h57

SÃO PAULO - Quatro pessoas foram presas na noite desta segunda-feira, 5, com uma carga de pedras preciosas avaliada em R$ 1 milhão e materiais utilizados pela polícia na Rodovia Cônego Domênico Rangoni, na altura do Km 5, sentido Guarujá, no litoral paulista.

Segundo a assessoria da delegacia da Polícia Federal de Santos, onde a ocorrência foi registrada, uma perícia foi solicitada para apurar a natureza do material encontrado. A avaliação e comprovação de que são pedras preciosas devem ser feitas por um especialista.

Os policiais avistaram o grupo em um Honda CR-V preto em atitude suspeita e fizeram a abordagem. Na revista pessoal, nada foi encontrado, porém, dentro do veículo, os agentes encontraram uma grande quantidade de pedras preciosas, algumas brutas e outras já lapidadas, de diferentes formatos.

Além das pedras, como esmeraldas, diamantes semilapidados, topázio e água marinha, os agentes ainda apreenderam algemas, distintivos e simulacros de arma. Os suspeitos alegaram que o material foi pego naBahia, mas ainda não se sabe qual seria o destino da carga.

 

Mais conteúdo sobre:
Guarujá [SP]pedra preciosa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.