Polícia Rodoviária/Divulgação
Polícia Rodoviária/Divulgação

Polícia apreende carga de palmito clandestino em Botucatu

Dono da carga foi multado em R$ 286 mil; ele deve responder por crime ambiental, que prevê pena de detenção de 6 meses a um ano

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

06 Maio 2015 | 15h16

SOROCABA - Policiais rodoviários apreenderam uma carga com 380 quilos de palmito de origem clandestina, na manhã desta quarta-feira, 6, em Botucatu, região central do Estado de São Paulo. Os palmitos estavam embalados em potes de vidro sem rótulos na carroceria de uma picape, parada durante uma fiscalização de rotina, na rodovia João Hipólito Martins (SP-209). A Polícia Ambiental foi acionada e o dono da carga foi multado em R$ 286 mil.

De acordo com os policiais ambientais, o veículo procedia do município de Ilha Comprida, no litoral sul paulista, e o palmito pode ter sido extraído de reservas ecológicas existentes na região. A extração implica na derrubada de palmeiras da espécie juçara, típica da Mata Atlântica e ameaçada de extinção na natureza. 


O transportador não revelou para quem entregaria a carga. O produto foi apreendido e será submetido a exame. O suspeito deve responder por crime ambiental, que prevê pena de detenção de seis meses a um ano, além de multa.

Mais conteúdo sobre:
BotucatuSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.