Polícia apreende 75 mil litros de álcool com nota adulterada

Fiscalização, que abordou duas carretas, ocorreu no quilômetro 156 da Rodovia Presidente Dutra, em SP

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

21 de março de 2008 | 11h33

A equipe tática da 2ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em São Paulo apreendeu, no início da madrugada de quinta-feira, 20, cerca de 75 mil litros de álcool etílico hidratado, no quilômetro 156 da Rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro.   A fiscalização, que abordou duas carretas, ocorreu no município de São José dos Campos, no Vale do Paraíba. A primeira, uma Scania T124, era conduzida por Marcelo Alves Dias, de 38 anos. A nota fiscal apresentada pertencia à empresa Distribuidora WB Sul e referia-se a quantidade de 45 mil litros de álcool etílico.   O motorista da outra carreta, uma Scania T 1113, era Rony Von Gama do Rosário, de 41 anos. A nota fiscal era da mesma distribuidora e referia-se à quantidade de 30 mil litros de álcool etílico.   Ao consultar a Fazenda Estadual, os policiais rodoviários federais não conseguiram obter uma confirmação sobre a procedência das notas fiscais apresentadas. Durante verificação no banco de dados do Infoseg (administrada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública), os policiais constataram ainda que o ramo de atividade da empresa que supostamente teria emitido as duas notas era de lanchonete e bar.   A carga foi apreendida por indícios de fraude na documentação, e encaminhada para a Polícia Civil, onde foi lavrada a ocorrência.

Mais conteúdo sobre:
Polícia RodoviáriaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.