Polícia apreende 520 mil itens em operação contra pirataria no centro de SP

Operação começou na segunda-feira; mais de 800 lojas são vistoriadas

Priscila Trindade, estadão.com.br

10 de junho de 2011 | 09h03

SÃO PAULO - O Gabinete de Segurança, da Prefeitura de São Paulo, apreendeu, desde segunda-feira, 520 mil itens de produtos ilegais nos shoppings Korai, Duprat e 25 de Março II, localizados rua Barão de Duprat, na região central da cidade.

 

Até o momento, 295 lojas foram vistoriadas, sendo que foram feitas apreensões em 111 delas. Foram encontrados bolsas falsificadas, CDs e DVDs, aparelhos eletrônicos, relógios, tênis e roupas. Os produtos apreendidos são encaminhados ao depósito da Prefeitura. No total, serão vistoriadas mais de 800 lojas que já foram filmadas e fotografadas pelos órgãos de inteligência.

 

Além disso, foram identificadas e qualificadas 320 pessoas, entre lojistas, funcionários, administradores e clientes. Desses, 116 estrangeiros tiveram documentos analisados pela Policia Federal e 18 deles foram conduzidos para sede da PF e podem ser deportados do país.

 

Atuam na operação cerca de 300 agentes das polícias Federal, Civil e Militar, da Guarda Civil Metropolitana, agentes das Receitas Federal e Estadual, das Secretarias Municipais de Segurança Urbana, de Finanças (Tributos) e de Transportes (CET), da Subprefeitura da Sé, da Vigilância Sanitária (Saúde), Contru, e do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (Ministério da Justiça).

 

O quarteirão da Rua Barão de Duprat foi interditado pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), e o acesso está restrito aos comerciantes, os funcionários e os agentes da operação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.