Polícia afirma que vai aumentar patrulhamento

A Polícia Militar afirmou ontem que já faz o patrulhamento na região da Ponte João Dias, onde o metalúrgico morreu atropelado após o assalto. Mesmo assim, deverá intensificar o policiamento no local. "Até hoje, não era considerado um ponto crítico", disse o capitão Marcos Cunha, responsável pela área.

O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2011 | 03h05

Segundo Cunha, é possível que os bandidos tenham migrado para o local, depois que teve início em 21 de julho a operação de combate ao crime nas Marginais do Tietê e do Pinheiros. Tudo porque dois pontos da mesma região, na comunidade Real Park e na Ponte do Morumbi, têm viaturas fixas 24 horas, o que espantaria os criminosos para bairros vizinhos.

A PM tem 140 homens, 48 motos, 10 viaturas e o apoio do helicóptero Águia nos horários de pico para patrulhar as Marginais. Desde julho, foram 48 prisões, 8.700 veículos vistoriados e 13.300 pessoas abordadas. /W.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.