Polícia acusa bancário de forjar sequestro

A Polícia Federal prendeu ontem o tesoureiro da Caixa Econômica Federal de Barra do Bugres, em Mato Grosso, por suspeita de ter forjado, anteontem, o sequestro da família. Além dele, outro suspeito de participar da simulação foi preso e um terceiro está foragido.

O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2011 | 03h05

Segundo investigações, o tesoureiro havia afirmado que sua mulher e seu filho haviam sido sequestrados e quatro criminosos exigiam que ele retirasse grande quantidade de dinheiro do cofre da agência onde trabalha para libertá-los. O valor do resgate teria de ser deixado perto de uma fazenda da região, mas o cerco policial teria feito "sequestradores" libertarem mãe e filho. A PF começou a trabalhar com a hipótese de farsa porque o tesoureiro sabia exatamente quanto havia no cofre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.