Polícia acha distintivos da PF em carro de homem assassinado

Homem foi morto por três disparos que teriam sido feitos por um motoqueiro na zona sul da capital

Andressa Zanandrea, do Jornal da Tarde,

07 de dezembro de 2007 | 09h24

Seis credenciais de delegado da Polícia Federal e um distintivo de procurador federal foram encontrados dentro do carro de um homem assassinado na zona sul de São Paulo. O assassinato ainda é investigado pela Polícia Civil, que, na manhã desta sexta, afirmou que os documentos são falsos. Até a manhã desta sexta, a polícia não havia informado a identidade da vítima.   Por volta das 23h30 de quinta-feira, 6, a vítima foi morta com três tiros. Os disparos atingiram a cabeça, o peito e o abdômen da vítima, que estava em um Land Cruiser Prado preto e foi morto na Rua Jacopo Bellini, na Vila do Bosque. Segundo testemunhas, um motoqueiro seria o autor dos disparos. De acordo com a Polícia Civil, não seriam informados detalhes do caso para as investigações não serem prejudicadas.   O assassinato será apurado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e ninguém foi preso. Os documentos encontrados no veículo foram encaminhados para o Instituto de Criminalística para serem analisados. De acordo com a Polícia Federal, que iniciou uma operação para prender uma quadrilha de falsos policiais federais nesta sexta-feira, o caso não tem relação com a operação.   Texto alterado às 12h21 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
assassinatozona sulDHPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.