Poder de polícia 'assusta' empresas

A vantagem de recorrer à delegacia do consumidor - em relação a outros órgãos de defesa do consumidor como o Procon-SP e o Juizado Especial Civel (JEC) - é que ela tem a força da lei e poder de polícia. "O Procon-SP tenta resolver amigavelmente. Aqui, apuramos a parte penal das infrações contra o consumidor. Isso faz as empresas resolverem logo o problema, pois temem o poder de polícia", diz Paulo Robles. Outra vantagem das delegacias do consumidor é que estão em plantão permanente, 24 horas.

Saulo Luz, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2011 | 00h00

Mas alguns casos - como o das vítimas da empresa Matrix Foto e Vídeo - são tão complicados que até a polícia tem dificuldade para pegar os criminosos. O analista de operações Daniel Macea Coelho, de 33 anos, contratou a Matrix para fazer o vídeo e o álbum de fotos da cerimônia e da festa de seu casamento. A empresa não entregou nada e sumiu, sem deixar pistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.