Poços de Caldas proíbe serpentina metalizada

Decreto do prefeito de Poços de Caldas (MG), Paulo César Silva, proíbe a venda e o uso de serpentinas metalizadas. A medida entra em vigor hoje. Serpentina metalizada causou o rompimento de um fio de alta tensão durante o desfile de trio elétrico em Bandeira do Sul, a 25 km de Poços. O acidente matou 16 pessoas e feriu 56. Por causa da tragédia, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais quer proibir a venda de serpentinas metálicas em todo o Estado. Foi aprovado o envio da solicitação ao Procon estadual e ao Inmetro.

, O Estado de S.Paulo

02 Março 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.