JB Neto/AE
JB Neto/AE

PMs trocam tiros em ponto de ônibus na zona sul de São Paulo

Policial à paisana abordou três pessoas na Estrada de Itapecerica; outro oficial que estava no ponto reagiu

Ricardo Valota e Daniela do Canto, da Central de Notícias,

27 de outubro de 2009 | 07h49

Uma troca de tiros entre dois policiais militares terminou com a morte de um deles, às 20 horas desta segunda-feira, 26, em um ponto de ônibus na altura do nº 2.600 da Estrada de Itapecerica, no Jardim São Luís, zona sul de São Paulo.

 

À paisana, armado com um revólver e ocupando um Fiat Siena, um soldado do 16º Batalhão parou do outro lado da avenida, caminhou até o ponto e abordou três pessoas que estavam próximo à parada de ônibus.

 

Como estava no ponto, um soldado do 37º Batalhão, armado com uma pistola ponto 40 e também à paisana, sem saber que o desconhecido era um policial militar, resolveu sacar a arma ao ver que o rapaz armado chutava e ameaçava as três pessoas.

 

O soldado então se identificou como policial militar e anunciou voz de prisão ao desconhecido, dando início uma troca de tiros. Gravemente baleado, o soldado que havia descido do Fiat morreu quando era atendido no pronto-socorro do Campo Limpo.

 

Já o soldado do 37º Batalhão segue internado no mesmo pronto-socorro. O nome dos dois policiais não foi divulgado pela PM. As três pessoas que haviam sido abordadas pelo policial do 16º Batalhão fugiram assim que o tiroteio começou.

 

O caso foi encaminhado para a Corregedoria da Polícia Militar e, por enquanto, não se sabe por que o soldado que chegou no Fiat Siena resolveu abordar as três pessoas que estavam junto ao ponto de ônibus.

Tudo o que sabemos sobre:
tirospoliciaisponto de ônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.