PMs têm prisão pedida por outros 2 homicídios

O juiz Fabio Uchôa decretou a prisão preventiva de sete PMs denunciados pelo Ministério Público do Estado do Rio na terça-feira por homicídio e fraude processual. O grupo havia sido denunciado pelo assassinato da juíza Patrícia Acioli, em agosto de 2011. Na nova denúncia, são acusados de matar Anderson Matheus da Silva, em 2011, porque a vítima poderia testemunhar contra eles na apuração de outro crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.