PMs são presos suspeitos de envolvimento em execução em SP

De acordo com boletim, jovens executados tinham ferimentos de arma de fogo nas costas e rosto

Ricardo Carvalho, Agência Estado

01 de abril de 2013 | 10h45

A Polícia Militar informou nesta segunda-feira que oito policiais, suspeitos de envolvimento na execução de dois jovens no Brás (zona leste de São Paulo), na madrugada de 16 de março, foram presos administrativamente pela Corregedoria da corporação. Eles permanecerão detidos até que o órgão conclua a apuração do caso.

Um vídeo gravado por câmeras de segurança na rua Belisário de Sousa e exibido, no domingo (31), pelo programa Fantástico, da rede Globo, mostra o momento em que três jovens são abordados por dois homens em uma motocicleta. Sem retirar os capacetes, eles efetuam disparos que atingem dois dos jovens, sendo que o terceiro conseguiu fugir.

A reportagem também exibiu imagens de uma outra câmera de segurança, que revela um carro da Polícia Militar numa esquina a cerca de 50 metros do local onde estavam os jovens, no mesmo momento da execução.

O caso, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

No boletim de ocorrência, registrado por volta das 2 horas da manhã, os policiais militares afirmam que encontraram os corpos das duas vítimas à 1 hora da manhã. Ambos tinham, segundo o BO, ferimentos de arma de fogo nas costas e no rosto.

A Polícia Militar afirma, na nota divulgada à imprensa, que "assim que tomou conhecimento dos fatos neste sábado (30), adotou providências imediatas para apurar as circunstâncias da ocorrência".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.