PMs negam participação em execução de juíza

Em depoimento à Polícia Civil, o tenente Daniel dos Santos Benitez negou envolvimento na morte da juíza Patrícia Acioli, executada dia 11 de agosto em Niterói. Também ouvidos ontem, outros dois PMs acusados pelo crime negaram participação na morte. Anteontem, pistola calibre .40 foi apreendida na casa do cabo Sergio Costa Júnior, um dos acusados. Patrícia foi atingida por tiros de calibres 38, .40 e .45.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.