MARCELO GONCALVES/SIGMAPRESS
MARCELO GONCALVES/SIGMAPRESS

PM encontra corpo de policial desaparecida em São Paulo

Secretaria de Segurança Pública confirmou que cadáver é da policial Juliane dos Santos Duarte após análise da perícia

Marina Dayrell e Paulo Roberto Netto, O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2018 | 22h28
Atualizado 07 Agosto 2018 | 08h50

A Polícia Militar encontrou dentro de um carro na noite desta segunda-feira, 6, o corpo da policial Juliane dos Santos Duarte, de 27 anos, desaparecida na comunidade de Paraisópolis, na zona sul, desde a última quinta-feira, 2. O veículo foi localizado na Rua Cristalino Rolim de Freitas, no bairro Campo Grande, também na zona sul e já próximo à região de Interlagos. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública no início da madrugada desta terça-feira, 7.

Na última semana, as polícias Militar e Civil montaram operações na região de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, após relatos de que a policial militar teria sido atacada por homens e sumido. Juliane foi vista pela última vez na Rua Melchior Giola, na Vila Andrade.

Na última sexta-feira, 3, policiais encontraram um corpo em Paraisópolis, que poderia ser da policial, mas, de acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública, o corpo era de um homem.

Entenda o desaparecimento da Policial 

De acordo com o boletim registrado no 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi), uma secretária de 41 anos compareceu ao DP informando que a policial participava de um churrasco em sua casa, quando, por volta da meia-noite, foi para a casa de vizinhos. Às 6 horas da manhã, uma vizinha chegou desesperada e informou que a PM teria sido baleada por indivíduos desconhecidos.

Os disparos teriam envolvido uma briga iniciada em um bar após ela se identificar como policial militar e reclamar do sumiço de um aparelho celular da mesa em que estava. A policial atuava na 2ª Companhia do 3º Batalhão Metropolitano, responsável pelo patrulhamento em parte do Jabaquara, na zona sul. 

Na tarde da última-sexta-feira, após uma denúncia pelo canal 190, foi localizada a moto da PM em Pinheiros, na zona oeste da capital. 

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.