PM vai reforçar presença na Augusta após assaltos

Depois de reclamações de frequentadores e comerciantes sobre a falta de segurança na Rua Augusta, no centro de São Paulo, a Polícia Militar prometeu enviar ao local Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) ou Força Tática.

Ana Bizzotto, Camilla Haddad, Luiz Gerbelli e Bruno Lupion, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2010 | 00h00

Na madrugada de ontem, cinco crianças e adolescentes agrediram uma jovem de 20 anos para levar sua bolsa. A gerente do restaurante Kebabel, Edineia Minervino, de 32 anos, disse que anteontem à noite uma cliente entrou correndo no bar, dizendo que estava tendo tiroteio.

O atendente de um bar contou que há alguns dias viu de dentro de um ônibus uma jovem ser roubada por um grupo de adolescentes. "A rua está colapsando", alertou Facundo Guerra, dono do Vegas Club.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.