PM vai expulsar policiais por cobrarem propina do jovem que atropelou Rafael

CASO CISSA

, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2010 | 00h00

A Polícia Militar vai expulsar os dois PMs acusados de cobrar R$ 10 mil de propina para liberar o estudante Rafael Bussamra, que confessou ter atropelado e matado Rafael Mascarenhas, de 18 anos, filho da atriz Cissa Guimarães, em julho.

A determinação do comandante da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, será publicada hoje no Boletim Interno da corporação. O inquérito da PM concluiu que o cabo Marcelo Bigon e o sargento Marcelo Leal "violaram a ética e o dever policial". O inquérito confirmou que houve abordagem ao veículo conduzido por Bussamra minutos depois do atropelamento e que os dois fizeram deslocamentos não autorizados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.