PM vai continuar operação da Lei Seca nesta semana

De quinta a domingo, 24 pessoas foram autuadas por dirigir com taxa de álcool no sangue acima do permitido

da Redação, estadao.com.br

29 de junho de 2008 | 17h39

A Polícia Militar de São Paulo confirmou neste domingo, 29, que vai continuar as blitze com objetivo específico de flagrar violadores da Lei Seca durante esta semana. Desde o início da operação, na quinta-feira, a PM autuou 24 pessoas dirigindo com índices de álcool no sangue acima do limite legal na capital paulista. Na madrugada deste domingo, 29, na quarta da operação Direção Segura, cinco pessoas foram autuadas por dirigirem com níveis alcoólicos acima do permitido pela nova lei, entre as 106 que passaram pelo teste do bafômetro.   Veja também: Tire suas dúvidas sobre a nova Lei Seca  Presos 53 motoristas no RS durante o fim de semana   Apenas um motorista ficou preso no 50º Distrito Policial (Itaim Paulista) por ter antecedentes criminais. As outras três pessoas detidas na madrugada foram liberadas após fazerem exames clínicos no Instituto Médico-Legal - a exemplo do que ocorreu com todos os outros motoristas flagrados dirigindo com índice de álcool acima do tolerado até agora. Na madrugada, as ações dos policiais militares se concentraram em ruas e avenidas das zonas norte e sul da capital.    Os policiais estão utilizando na operação 11 bafômetros digitais, aparelhos descartáveis e esperam receber outros 40 aparelhos digitais que não estavam sendo utilizados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). De acordo com a nova lei, com 2 decigramas de álcool por litro de sangue ou 0,1 miligrama por litro de ar expelido, o motorista flagrado já recebe multa de R$ 955, perde a carteira de habilitação e tem seu veículo apreendido. Se o motorista for flagrado dirigindo com 6 decigramas de álcool por litro de sangue ou 0,3 miligramas por litro de ar expelido - equivalente a uma lata de cerveja -, ele responde criminalmente, sujeito à pena de 6 meses a 3 anos de prisão, com direito a fiança que varia entre R$ 301 e R$ 1.264.   Rio de Janeiro   A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu quatro pessoas durante a Operação Baco III de combate ao consumo de bebidas alcoólicas nas rodovias federais no Rio. A ação, que teve início às 22 horas de sábado e se encerrou às 5 horas deste domingo, autuou ainda outros dois motoristas, que terão de pagar multas e perderão pontos na carteira de habilitação. Com o resultado do final de semana, o balanço da PRF desde a publicação da nova lei de trânsito, no 20 de junho, é de sete prisões e nove autuações. Outros quatro motoristas perderam suas carteiras de habilitação na madrugada de sábado durante a Operação Tolerância zero da Polícia Militar. O cerco aos infratores foi armado nas ruas da zona sul da capital fluminense.   Brasília   Seis motoristas foram apanhados ao volante com alto teor de álcool no sangue na noite e madrugada de sábado para domingo, em Brasília. Alguns estavam cambaleando de tão bêbados. Eles tiveram o carro apreendido, foram multados em R$ 957, assinaram Boletim de Ocorrência na delegacia e ainda vão responder a processo de suspensão do direito de dirigir por um ano. Desde que a lei seca do trânsito entrou em vigor, em 20 de junho, a Polícia Militar e o Detran têm feito campanhas sistemáticas de repressão ao uso de álcool ao volante próximos a setores de diversão e em pontos estratégicos.   De lá para cá, de cada dez motoristas multados por infração de trânsito nas barreiras, quatro estavam com teor alcoólico acima do permitido. Ao todo, 47 motoristas foram autuados por embriaguez desde o dia 21 até a madrugada de ontem. Os números do feriado de ontem serão divulgados hoje. O Detran do DF e a polícia colocaram mais de 300 homens em barreiras montadas em pontos estratégicos do Plano Piloto e nas principais cidades satélites.   Do total de autuados, 14 foram levados sob coação à delegacia para assinar BO por apresentarem nível elevadíssimo de álcool no sangue, com alto risco à segurança do trânsito. Desde a edição da lei, o consumo excessivo de álcool lidera a estatística das infrações de trânsito, com mais de 40% das autuações, segundo informou o tenente Silva Matos, da Companhia de Polícia Rodoviária (CPRv) da PM do Distrito Federal.   Recife   Treze autuações por embriaguez, com 10 prisões. Este foi o resultado as blitze realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Pernambuco de sexta-feira, 27, até este domingo, 29, com utilização de bafômetro. Dos 13 autuados, três não atingiram o índice de flagrante, 0,3. Os outros 10 ultrapassaram este índice e foram multados, tiveram suas habilitações recolhidas e foram encaminhados para as delegacias de polícia civil mais próximas do local da blitz. Das 10 autuações com prisões, três ocorreram em Caruaru, no agreste, duas em Araripina, no sertão, e duas no Recife, além de uma em Serra Talhada, também no sertão, uma em Garanhuns, no agreste, e uma no município metropolitano do Cabo de Santo Agostinho.   Um dos autuados na blitz realizada na BR-104, em Caruaru, no final da manhã da sexta-feira, gabou-se para os policiais rodoviários federais, de ter tomado, sozinho, um litro de uísque entre a quinta-feira feira à noite e a manhã da sexta. Ele estava no veículo com mais quatro pessoas, inclusive a mãe, e se envolveu em um acidente (leve) de trânsito.

Tudo o que sabemos sobre:
Lei Seca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.