Divulgação/Polícia Militar
Divulgação/Polícia Militar

PM tem prisão temporária decretada por suspeita de estupro

André Roberto Vieira Alves teria estuprado duas mulheres nos anos de 2009 e 2011, em Itapecerica da Serra

Marcela Bourroul Gonsalves, Central de Notícias,

26 Outubro 2011 | 20h00

SÃO PAULO - O policial militar André Roberto Vieira Alves teve sua prisão temporária decretada nesta última terça-feira, 25, suspeito de ter cometido estupros na região da Grande São Paulo.

Segundo a Polícia Militar, no dia 11 de outubro, no município de Itapecerica da Serra, moradores relataram que uma pessoa com as características do policial havia estuprado duas mulheres nos anos de 2009 e 2011.

Diante das informações, todos foram conduzidos para o Distrito Policial de Itapecerica da Serra. Com o reconhecimento formal das vítimas, André Alves foi indiciado formalmente.

A Corregedoria instaurou um procedimento apuratório e determinou a apresentação imediata do PM. Depois, o órgão realizou diligências para localizar pessoas e provas relacionadas ao caso, que foram apresentadas ao encarregado do Inquérito Policial do DP de Itapecerica. A Justiça, então, decretou a prisão temporária do policial por trinta dias.

A Polícia Militar pede para que os cidadãos prestem mais informações sobre a conduta do rapaz que, segundo a corporação, "desonrou a farda que veste".

Mais conteúdo sobre:
PM prisão decretada estupro Cidades

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.