PM suspende as férias de soldados em S. Catarina

A onda de violência em Santa Catarina levou a Polícia Militar a suspender as férias de soldados em Florianópolis. Eles começaram a ser avisados por telefone na tarde de ontem. O major João Carlos Neves, responsável pela Comunicação Social da PM em Florianópolis, informou que a designação não é do Comando da PM, mas "do comandante de cada batalhão".

RAFAEL CARVALHO , FLORIANÓPOLIS , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2012 | 02h01

"Essa retirada de policiais das férias está dentro das normas da corporação", diz Neves. "Vivemos um período conturbado e sacrifícios têm de ser feitos."

Atentados. A madrugada de ontem foi a noite mais tranquila desde que começaram os ataques em Santa Catarina, na segunda-feira. No caso mais grave, uma base da Polícia Militar foi alvejada na Praia dos Ingleses, em Florianópolis. Tiros atingiram a parede da instalação e ninguém se feriu.

Já por volta das 5h30 deste domingo, quatro tiros foram disparados de um carro em movimento na direção do Presídio de Araranguá, que fica ao sul de Santa Catarina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.