Polícia Militar de São Paulo/ Ascom
Polícia Militar de São Paulo/ Ascom

PM resgata jovem de 17 anos em ‘tribunal do crime’ em Mogi das Cruzes

Após denúncia anônima, policiais encontraram adolescente preso dentro de um barraco na mata; vítima alegou ter sido sequestrada após perder quantidade considerável de drogas

Igor Moraes, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2019 | 02h47

Agentes da Força Tática da Polícia Militar resgataram nesta quarta-feira, 13, um jovem de 17 anos que era mantido em cárcere privado em um “tribunal do crime” na cidade de Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo. Um homem, que vigiava o local, foi preso.

De acordo com a PM, o cativeiro foi descoberto após uma denúncia anônima, recebida por volta das 16 horas desta quarta, a qual informou que membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) estavam realizando um “tribunal do crime”.

Pelo menos duas viaturas da Força Tática foram deslocadas para o local, no distrito de Jundiapeba, onde encontraram um barraco de madeira em meio à mata com a porta entreaberta.

Dentro do barraco, os policiais constataram a presença do homem que foi detido sentado em uma cadeira com uma arma falsa na cintura. O adolescente, por sua vez, estava deitado em uma cama e se levantou rapidamente quando viu os agentes, informando que era vítima de cárcere privado.

Segundo a PM, o jovem disse que traficava entorpecentes na cidade de Suzano e alegou ter sido sequestrado pela facção criminosa na terça-feira, 12, depois de perder uma quantia considerável em drogas. O adolescente afirmou que a intenção era executá-lo no mesmo dia e contou que foi torturado e espancado durante a madrugada.

O homem que vigiava o local disse ter recebido dinheiro para “ficar na guarda” do sequestrado.

Ambos foram conduzidos pelos policiais militares para o 4º Distrito Policial de Mogi das Cruzes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.