PM reage a ataque a tiros e mata agressor

Um soldado da Polícia Militar, identificado só como Gabriel, reagiu a um ataque de bandidos no fim da tarde de ontem, na Estrada do Sabão, na Vila Brasilândia, zona norte da capital. O local fica a 1 km de onde foi executada, no sábado passado, a soldada Marta Umbelina da Silva.

O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2012 | 02h05

Segundo testemunhas, um homem armado com um revólver calibre 38 invadiu a adega onde o PM estava na sua folga e disparou. Ele errou o tiro. Gabriel conseguiu reagir e segurou o agressor pelas mãos e o arrastou para fora do estabelecimento.

Na sequência, uma mulher que acompanhava o atirador golpeou a cabeça do PM com uma garrafa. Ele conseguiu sacar a própria arma e atirar duas vezes contra o agressor, que morreu. Outro disparo foi feito contra a mulher, que acabou presa. Testemunhas contaram que uma terceira pessoa teria fugido. O caso foi registrado no Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa, que não se manifestou até as 23 horas de ontem. / W.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.