DENNY CESARE/CÓDIGO19
DENNY CESARE/CÓDIGO19

Polícia prende suspeito de assalto milionário à Protege em Campinas

Homem tinha munição usada no crime, mas nega participação; grupo de 20 criminosos roubou cerca de R$ 50 milhões

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

15 Março 2016 | 10h43

SOROCABA – Policiais militares prenderam na madrugada desta terça-feira, 15, um homem suspeito de participação no assalto à empresa Protege, na madrugada anterior, em Campinas, interior de São Paulo. Cerca de vinte criminosos podem ter roubado R$ 50 milhões. 

O suspeito, de 27 anos, foi detido no bairro Campos Elíseos com 26 projéteis de fuzil 556 e a chave de um veículo compatível com os carros usados pelos criminosos durante o assalto. Ele negou participação no crime, mas não soube explicar a origem da munição. Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) que estão à frente do caso, devem interrogar o suspeito ainda nesta manhã.

Na noite de segunda-feira, 14, 150 moradores do bairro São Bernardo fizeram um protesto à frente da Protege, pedindo a saída da empresa da região. Com cartazes, eles alegavam que o bairro é residencial e a empresa de valores representa risco para os moradores. Durante o assalto, na madrugada de segunda, a região foi transformada em cenário de guerra, com intenso tiroteio e explosões. A empresa convidou representantes dos moradores para uma reunião com a Polícia Federal para discutir questões de segurança. 

Na Câmara, o vereador Rafa Zimbaldi (PP) protocolou requerimento visando à remoção de empresas de segurança, guarda e transporte de valores dos bairros residenciais. Esse foi o terceiro assalto a empresas de valores no período de um ano na cidade.

 

Mais conteúdo sobre:
protege campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.