PM prende acusados de integrar bando que fez túnel para soltar presos em Avaré

A Polícia Militar prendeu uma advogada, outras duas mulheres e um homem acusados de envolvimento em um plano para libertar detentos do Primeiro Comando da Capital (PCC) da Penitenciária 1 de Avaré. O bando investiu R$ 600 mil em veículos, duas casas e ferramentas para construir um túnel de 200 metros. O grupo passou a ser investigado em 17 de março de 2009, quando a passagem subterrânea foi descoberta. Na ocasião, a PM prendeu uma mulher e cinco homens e deteve um menor. Acusado de financiar o túnel, Oslair Silva, o Lion, foi preso em abril de 2009. A polícia procura Elias Dantas da Silva, o Bispo, único foragido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.