PM prende 21 e aplica quase 12 mil multas em policiamento nas marginais

Companhia foi criada neste semestre para cuidar das duas vias

Elvis Pereira, Jornal da Tarde

14 de setembro de 2011 | 13h41

SÃO PAULO - Policiais militares aplicaram 11,9 mil multas nas Marginais do Tietê e do Pinheiros, em São Paulo, entre os dias 21 de julho e o último dia 12. O balanço foi divulgado hoje pela 3ª Companhia do 2º Batalhão de Trânsito, criada neste semestre para cuidar das duas vias.

Além das infrações, no mesmo período houve a prisão de 21 adultos e a apreensão de oito adolescentes por roubo, furto ou porque estavam foragidos da Justiça.

"O nosso foco é a segurança, mas também trabalhamos para assegurar o cumprimento das regras de trânsito", afirmou o capitão Marcos Rogério Cunha, responsável pela companhia. Falar ao celular e não usar o cinto de segurança são as principais infrações flagradas. "Acho que as pessoas acabam se distraindo e não lembram da presença das viaturas."

Utilizar o telefone implica ao motorista multa média de R$ 85,13 e o acréscimo de quatro pontos na carteira de habilitação. Ignorar o cinto de segurança é considerada infração grave, R$ 127,69, e cinco pontos.

Ao longo do dia, os policiais se revezam no monitoramento de 54 pontos das marginais. A maioria, de 37, concentra-se na Marginal Tietê. Os demais estão na Marginal Pinheiros. Entre esses locais cinco são considerados críticos e preocupam mais a polícia: na altura do Viaduto Imigrante Nordestino e da Ponte Cruzeiro do Sul, ambos na Tietê; e perto das pontes do Morumbi, Engenheiro Ary Torres e do Jaguaré, na do Pinheiros. Em caso de ocorrências, além do 190, pode-se recorrer ao microblog Twitter e à rede social Facebook.

Mais conteúdo sobre:
policiamentomarginaisSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.