PM prende 17 pessoas em confronto de skinheads e skatistas

Entre os detidos na Avenida Paulista havia dois adolescentes; envolvidos ficaram feridos, mas sem gravidade

Ricardo Valota, estadão.com.br,

29 de agosto de 2009 | 01h03

Um confronto entre skinheads e skatistas, na esquina da Avenida Paulista com a Avenida Brigadeiro Luís Antonio, região central de São Paulo, por volta das 21h30 desta sexta-feira, 28, deixou um saldo de 17 pessoas detidas, entre elas dois adolescentes. Segundo a Polícia Militar, vários dos envolvidos ficaram feridos, mas todos sem gravidade. Encaminhados ao Pronto-Socorro Vergueiro, os feridos foram medicados e levados com os demais para o 5º Distrito Policial, da Aclimação.

 

PMs das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicleta (Rocam) foram acionados por testemunhas. Rapidamente os policiais chegaram e detiveram os jovens na esquina da Rua Fausto Ferraz com a Rua Carlos Sampaio, próximo ao local da briga. Foram apreendidos socos-ingleses, correntes e facas. Entre os skinheads há pelo menos dois menores de 18 anos.

 

"Não foi nada marcado, eles se cruzaram e teve início a briga. Esses skatistas estão sempre na região e não causam problemas. Mas a intenção destes skinheads era arranjar confusão com qualquer grupo, ou de homossexuais, ou de nordestinos...mas encontraram os skatistas", disse o tenente De Pieri, que comandou a ação da Polícia Militar.

 

Até a 0h45 deste sábado, 29, o boletim de ocorrência não havia sido iniciado na delegacia da Aclimação. O indiciamento e a eventual prisão dos envolvidos vão ficar a cargo da Polícia Civil. Os detidos terão a ficha criminal levantada e, caso algum deles seja procurado pela justiça, a prisão será inevitável. Os indiciamentos, caso ocorram, podem chegar a até formação de quadrilha e crime de intolerância.

Tudo o que sabemos sobre:
CONFRONTOPAULISTASKINHEADS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.