PM prende 107 em ação na favela de Paraisópolis

Polícia divulga número de presos em Operação Saturação; Alckmin elogia trabalho do secretário de Segurança Pública

Gheisa Lessa - Central de Notícias,

29 Novembro 2012 | 12h39

São Paulo, 29 - Com um mês de atividade, a Operação Saturação da Polícia Militar prendeu 107 pessoas na região da favela de Paraisópolis, na zona sul da capital paulista. Do total, 67 suspeitos foram presos em flagrante, 24 procurados pela Justiça acabaram capturados e 16 adolescentes apreendidos, aponta o balanço divulgado nesta quinta-feira, 29, pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). Desencadeada após o início da onda de violência em toda a Região Metropolitana de São Paulo, a operação combate a criminalidade e o tráfico de drogas, além de visar o aumento da sensação de segurança da população. A ação continua sem término previsto, diz a Polícia Civil.

O governador do Estado, Geraldo Alckmin, falou em entrevista coletiva veiculada pela Rádio CBN que os números são um resultado favorável do empenho redobrado das corporações. "Temos o líder do tráfico da região preso em uma penitenciária de segurança máxima. Nos últimos dias o número de homicídios é zero, latrocínio zero e queda nos furtos", afirmou Alckmin.

O governador aproveitou a oportunidade para elogiar o trabalho do atual Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo - no cargo há uma semana -, Fernando Grella Vieira. "É alguém que tem experiencia, liderança e capacidade de trabalho. Acho que São Paulo está com secretário motivado e com uma boa equipe que já colhe frutos. O resultado de Paraisópolis está aqui", disse sobre o balanço divulgado nesta manhã.

Operação Saturação. O documento divulgado nesta manhã relata os resultados de um mês da operação em Paraisópolis. De acordo com o texto, 107 pessoas foram detidas pela Polícia Militar - 67 delas presas em flagrante, 24 procurados pela Justiça capturados e 16 adolescentes apreendidos.

Cerca de 18 armas de fogo, entre fuzis, espingardas, revólveres e pistolas, foram localizadas e apreendidas com mais 407 munições e uma granada.

Na região a polícia também apreendeu 59 quilos de cocaína, 344,3 quilos de maconha e 783 gramas de crack.

A Operação Saturação é executada por 500 policiais militares do Batalhão de Choque e do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M). Além do efetivo deslocado para a ação, há ainda 100 viaturas da Polícia Militar, dois caminhões, 28 motocicletas das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), oito cães e 60 cavalos, e um helicóptero Águia.

No dia 7, a Operação Saturação foi estendida para mais dois bairros da Capital - Freguesia do Ó e Parada de Taipas, na zona norte da Capital, e Santa Inês, na zona leste - e para o município de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Na zona norte, 51 pessoas foram presas e outras 14 procuradas pela Justiça capturadas. Houve a recuperação de duas motos e um carro, quatro armas de fogo, 18 munições, 30 quilos de maconha e 800 gramas de cocaína.

Na zona leste, 11 pessoas foram presas em flagrante e um procurado da Justiça capturado. Oito motos e um carro foram apreendidos, além de 10,5 quilos de crack, 8 quilos de cocaína e 700 gramas de maconha.

Já em Guarulhos, foram presas em flagrante cinco pessoas e capturadas outras quatro. A PM apreendeu ainda 42 veículos, além de 1,7 quilo de cocaína, 152 de maconha e sete armas de fogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.