PM morre arrastado por van na Imigrantes

O policial militar Natalino Sebastião Nascimento Domiciano, de 40 anos, morreu na madrugada de ontem ao ser arrastado por 500 metros por uma van na Rodovia dos Imigrantes, quando seguia para o trabalho em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. A moto que pilotava foi atingida por uma van no km 38. O motorista tentou fugir e foi preso.

William Cardoso, O Estado de S.Paulo

02 de agosto de 2011 | 00h00

A van era conduzida pelo técnico em informática Cleber Viana, de 31 anos. Ele só parou 1,5 km após a colisão, porque o veículo que dirigia teve falha mecânica.

Segundo policiais rodoviários que foram chamados para atender a ocorrência, Viana ainda tirou a placa da van para que não fosse identificado como o responsável pela morte do policial. Com passagens por roubo e contravenção penal, foi beneficiado pela progressão no regime e cumpria pena em liberdade.

A delegada Katia Regina Cristofaro Martins, do 4.º DP de São Bernardo, determinou a prisão preventiva do acusado. "Há agravante, por ele ter tentado fugir." Viana foi autuado por homicídio culposo. A pena prevista no Código de Trânsito Brasileiro é prisão de 2 a 4 anos, sem contar a agravante.

Segundo Katia, o suspeito, que permanecia detido na noite de ontem, não quis pronunciar-se a partir do momento em que ela se negou a arbitrar a fiança. O Estado não localizou o advogado de Viana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.