Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

PM mantém 240 agentes em reintegração de posse em SP

Durante esta manhã, moradores e policiais se confrontraram em terreno invadido no Capão Redondo

Solange Spigliatti, da Central de Notícias, e Elvis Pereira, do Jornal da Tarde,

24 de agosto de 2009 | 14h02

Cerca de 240 policiais militares continuam no bairro do Capão Redondo, na zona sul da capital paulista, para conter possíveis distúrbios e manter a ordem na região, onde está sendo efetuada a reintegração de posse de um terreno pertencente à Viação Campo Limpo. A previsão da Polícia Militar é que por volta das 18 horas deva terminar a reintegração. Uma retroescavadeira da proprietária do terreno está destruindo os barracos.

 

Veja também:

mais imagens Fotos: Galeria de imagens do confronto

linkMais de 4 mil ficam sem aulas devido à reintegração de posse

linkFotógrafo do ‘Estado’ é roubado durante reintegração de posse

 

De acordo com a PM, os policiais da 3ª Cia. do 37º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, com o apoio da Tropa de Chope e do Corpo de Bombeiros, estão no local para manter a ordem e a segurança durante a reintegração do terreno de aproximadamente 34 mil m². A desocupação das cerca de duas mil pessoas, que invadiram o local há dois anos, já passou de um quarto do terreno.

 

No começo da manhã, quando teve início a reintegração, parte dos moradores aceitou sair, porém, cerca 200 pessoas resistiram e se manifestaram, colocando fogo no lixo, bloqueando as ruas, e atendo fogo em alguns barracos. Os manifestantes, segundo a PM, jogaram pedras nas viaturas e incendiaram alguns veículos e barracos, para tentar impedir a reintegração de posse, determinada pela Justiça.

 

Um policial militar acabou intoxicado pela fumaça e outro foi atropelado por uma moto durante a desocupação e duas pessoas foram detidas por atirar rojões contra a Tropa de Choque, segundo a PM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.