PM interdita Shopping 25 de Março em ação contra pirataria

Operação conta com o auxílio de oficiais da Justiça para apreender mercadorias pirata no centro de SP

Camilla Haddad, do Jornal da Tarde,

02 de outubro de 2007 | 09h37

O Shopping 25 de Março, no Centro, foi interditado, na manhã desta terça-feira, 2, para realização de apreensão de produtos falsificados das marcas de empresas associadas ao Grupo de Proteção à Marca. A medida foi determinada pelo juiz da 11ª Vara Cível do Fórum Central da Capital Luiz Sérgio de Mello Pinto.   A operação é realizada por seis oficiais de justiça com acompanhamento de 120 homens da Polícia Militar. A decisão de interditar o Shopping 25 de Março aconteceu depois que o grupo fez um levantamento prévio que apontou que mais de 200 lojas do local estão comercializando produtos com marcas falsificadas, como roupas, sapatos e relógios.        Segundo o advogado Newton Júnior, desde às 6h, 70 das 150 lojas do shopping haviam sido vistoriadas, e dois caminhões cheios de mercadoria falsificada tinham saído de lá. A expectativa é encher cinco caminhões.        O shopping foi interditado somente durante a operação. Enquanto durar, só entram os donos de cada loja, consumidores e funcionários ficam do lado de fora. Só acaba a operação quando todas as lojas forem vistoriadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.