PM estoura duas bases do tráfico na capital e prende 4 bandidos

Prisões ocorreram no início da noite de sexta-feira, 20, após denúncias anônimas

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

21 de janeiro de 2012 | 06h38

SÃO PAULO - Em duas ações desencadeadas no início da noite de sexta-feira, 20, após denúncias anônimas, policiais militares do 47º Batalhão e das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) estouraram, na zona norte da capital, uma central de refino e distribuição de drogas e detiveram, em Itapevi, na Grande SP, três integrantes de uma quadrilha de traficantes que utilizava um veículo, com um cofre, para transportar drogas e dinheiro armazenados em dois endereços na zona leste de São Paulo.

 

Ao se deslocarem até a Rua Serrana Fluminense, no Jardim Peri, zona norte, PMs do 47º Batalhão visualizaram um suspeito próximo à casa nº 236, endereço denunciado. O rapaz, ao ver a viatura, correu para dentro do imóvel, onde acabou preso. O local era utilizado por traficantes com uma central de refino, embalagem e distribuição de drogas para aquela região da capital.

 

Foram apreendidos pelos policiais cerca de nove quilos de cocaína, em pó, dentro de um saco, 25 quilos de maconha, prensada em forma de tijolos, um tijolo de meio quilo de crack, um revólver calibre 38, seis sacos com bicarbonato de sódio, dez vidros de tricloreteno, uma balança de precisão, uma prensa, 70 munições de diversos calibres, sete radiotransmissores, 11 carregadores de bateria, um colete balístico, três coldres, um celular, um relógio de pulso, 266 frascos de lança-perfume vazios, 12 cheios, 110.000 cápsulas plásticas vazias, utilizadas para armazenar a cocaína já refinada, 163 cápsulas contendo a mesma droga e mais de 100 trouxinhas de maconha. O flagrante foi registrado na delegacia da Água Fria (20ºDP).

 

Praticamente no mesmo horário, policiais da Rota abordavam um veículo Celta na Avenida Presidente Vargas, em Itapevi, na Grande São Paulo, que havia saído de Cidade Tiradentes, no extremo leste da capital, base da quadrilha. Dentro do veículo, intitulado pelos policiais como "carro cofre", por conter em um dos painéis um fundo falso com um cofre acoplado, foram encontrados um tijolo de maconha e um tijolo de pasta de crack, além de celulares e um caderno com a contabilidade do tráfico de drogas com endereços e números de telefones da capital paulista, Grande São Paulo, litoral e interior do Estado.

 

Os três criminosos que ocupavam o Celta levaram os policiais até outros dois endereços, em Cidade Tiradentes. O primeiro era o Edifício Condomínio Mirante de Guararapes, onde num dos imóveis foram encontrados R$ 1.849,00, em notas, maconha, 1.775 pinos de cocaína. No segundo, na mesma região, havia dois coletes falsificados com o nome de uma empresa de segurança, um uniforme completo, um coldre e nove celulares. Os presos são: Almir Vinicius Marques de Souza, de 26 anos, Ronaldo Lopes de Morais, 35, e Rodrigo Ferreira Campos, 25 anos. Ronaldo era procurado pela justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.