PM estoura central de CDs piratas no centro de São Paulo

Esquema funcionana na edícula de uma casa na região da Luz; duas pessoas foram presas

estadão.com.br,

13 de junho de 2012 | 04h50

SÃO PAULO - Uma central de CDs piratas foi estourada, por volta das 2h45 desta quarta-feira, 13, por policiais militares da 3ª Companhia do 13º Batalhão, nos fundos da residência número 127 da Rua Benedita Sá Barbosa, na Luz, região central da capital paulista.

 

Estranhando a movimentação na edícula, testemunhas acionaram a PM, que, ao chegar no local, encontrou o portão da residência aberto. O dono da casa, que mora no primeiro e segundo andares do sobrado, disse aos policiais que apenas alugava o quarto nos fundos e não sabia o que se passava no local.

 

Dentro do cômodo, os policiais detiveram dois dos responsáveis pela pirataria e apreenderam cerca de 110 gravadores, sendo 10 matrizes, além de 9.900 CDs em branco e quase 10 mil gravados. A dupla detida, até as 4h30 desta manhã de quarta-feira, não havia fornecido mais dados para os policiais. Não se sabe ainda se o material pirateado era distribuído apenas na região central da cidade nem há quanto tempo o esquema criminoso funcionava nos fundos do imóvel.

 

O caso foi encaminhado para o 8º Distrito Policial, do Brás/Belém, cujo delegado iria liberar o dono da casa por entender que ele não tem ligação com a pirataria. Um dos detidos foi identificado como Edson e ambos seriam autuados por violação de direito autoral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.