PM é morto na frente de casa em Diadema

Soldado de 36 anos trabalhava no setor interno da PM de Diadema e tinha uma sorveteria

O Estado de S. Paulo,

19 Março 2013 | 07h48

SÃO PAULO - Um policial militar foi morto a tiros na frente de sua casa em Diadema, São Paulo, na noite desta segunda-feira, 19.

O soldado Antônio Estêvão da Silva, de 36 anos, foi abordado por três homens logo após estacionar o carro na rua, no centro da cidade, às 19h30.

Criminosos atiraram contra o policial e fugiram com arma e documentos dele. A vítima foi levada a um hospital, mas não resistiu. Antônio Estevão da Silva tinha uma esposa e duas filhas.

O caso foi registrado no 1º DP de Diadema e será investigado pela Delegacia Seccional da Polícia de Diadema.

Um PM que não quis se identificar à Rádio CBN disse que a vítima pode ter reagido e comentou que os criminosos podem ter sido os mesmos que, há um ano, haviam roubado a vítima e levado um colete à prova de balas dele.

Ainda segundo o relato, a vítima era muito discreta, trabalhava no setor interno da PM de Diadema e tinha uma sorveteria. As informações são da CBN.

 

Mais conteúdo sobre:
Diadema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.