PM é morto na frente de boate no centro; suspeita é de que ele fazia 'bico' no local

O policial militar José de Jesus Soares, de 42 anos, foi morto a tiros no início da manhã de ontem na frente da boate Love Story, na região central de São Paulo. Um colega de Soares, de 35 anos, também PM, foi baleado e permanecia internado na Santa Casa de Misericórdia até as 20h de ontem. O responsável pelos disparos fugiu e a arma do policial assassinado foi levada.

O Estado de S.Paulo

22 Novembro 2011 | 03h03

Segundo testemunhas, o atirador foi colocado para fora da boate depois de uma confusão com outros frequentadores. Logo em seguida, ele teria retornado e disparado contra os policiais, que estavam à paisana na frente do local. Soares foi baleado na testa e no tórax.

Há suspeitas de que os dois policiais trabalhavam como seguranças na casa noturna e que teriam se desentendido com o frequentador.

Imagens de câmeras do local deverão ajudar a polícia a esclarecer o caso, que foi registrado como tentativa de homicídio, homicídio qualificado e furto no 3.º DP (Santa Ifigênia).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.