PM é baleado no rosto em favela pacificada na zona norte do Rio

Soldado foi atingido durante patrulhamento de madrugada na Vila Cruzeiro e está em estado grave

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

28 Fevereiro 2014 | 09h52

RIO - Um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, zona norte do Rio, foi baleado no rosto, durante um patrulhamento na favela no início da madrugada desta sexta-feira, 28.

O soldado Wagner Vieira da Cruz, de 33 anos, estava na Rua 29 quando traficantes atiraram na direção dos policiais, por volta de 1h. Atingido no rosto, Cruz foi levado ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde foi submetido à cirurgia. Ele continua internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) em estado grave.

De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), o policiamento foi reforçado em toda a Vila Cruzeiro. O registro de ocorrência foi feito na 22ª Delegacia de Polícia (Penha).

Outro tiroteio. Em outra favela pacificada, no Morro São João, no Engenho Novo, também na zona norte, um confronto entre PMs e traficantes deixou pelo menos um homem ferido na noite dessa quinta-feira, 27. A vítima, não identificada, foi levada para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Devido ao tiroteio, a Rua Barão do Bom Retiro, principal via do bairro, chegou a ser interditada ao trânsito por quase uma hora.

Mais conteúdo sobre:
UPPRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.