PM detém guardas civis com menor apreendido em Itapevi, na Grande SP

Segundo informação inicial, eles achacavam o adolescente, flagrado com drogas e dinheiro

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

14 Agosto 2012 | 01h52

Atualizado às 6h58

 

SÃO PAULO - Três guardas civis foram detidos, por volta da 22h45 de segunda-feira, 13, por policiais militares da 3ª Companhia do 20º Batalhão, em Itapevi, região oeste da Grande São Paulo, no momento em dois deles retinham um adolescente, de 15 anos, apreendido com um revólver calibre 38, de numeração raspada, drogas, entre elas crack e cocaína, e uma quantia em dinheiro.

 

O menor, segundo os policiais militares, foi apreendido num ponto de tráfico de drogas na favela do Jardim Rosimeire. Ele era levado pelos guardas Ruã Inácio Bispo e Alex Fabiano Mendes, ambos à paisana, em um Fiat Pálio, para ser achacado.

Após cruzarem com o carro e desconfiarem do grupo, os PMs iniciaram a perseguição, que terminou na esquina entre a Avenida Rubens Caramez com a Rua São Judas Tadeu, no Jardim Itapoã.

Um terceiro guarda, identificado como Willian Catelan Alencar, foi visto por testemunhas também abordando o menor e também foi detido. 

O adolescente disse que já estava havia cerca de uma hora em poder dos guardas quando foi encontrado. Na sua versão, os guardas pegaram R$ 900 dele e queriam mais dinheiro. O caso foi encaminhado à Delegacia Central de Itapevi.

Ruã e Alex foram autuados por concussão (extorsão praticada por funcionário público) e extorsão mediante sequestro. Já Willian Catelan foi liberado pois, apesar de ter sido visto abordando o menor, não participou do achaque nem sequestrou o adolescente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.