Divulgação/PM-SP
Divulgação/PM-SP

PM de folga morre após ser baleado na cabeça na zona leste

O soldado Douglas Barbosa fazia parte do 4.º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep); no ano, morte de PMs fora de serviço soma 30 casos

O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2016 | 09h38

SÃO PAULO - Um policial militar de folga foi morto com um tiro na cabeça na manhã deste domingo, 13, na região da Vila Jacuí, na zona leste da capital. O soldado Douglas Barbosa, de 26 anos, lotado no 4.º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep), grupamento responsável por controle de manifestações e de combate ao terrorismo, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo informações da PM, Barbosa havia saído do trabalho e estava a caminho de casa, por volta das 5h50, quando foi baleado na Avenida do Imperador. O soldado foi levado ao Hospital Ermelino Matarazzo, também na zona leste, e morreu durante a cirurgia.

Barbosa estava na PM havia três anos. "Neste momento de profunda dor, a família Policial Militar se junta aos familiares e amigos do Soldado PM Douglas e roga a Deus que possa confortar a todos", afirma a corporação, em nota. 

Recorrência. Em 2016, o número de policiais militares fora de serviço que foram assassinados em São Paulo já soma 30 casos registrados entre os meses de janeiro e setembro - uma ocorrência a cada nove dias. Os dados foram publicados pela Corregedoria da PM no Diário Oficial do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Polícia MilitarSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.