PM de folga é baleado e morto em assalto a pizzaria em SP

Três indivíduos anunciaram o assalto, roubaram os pertences dos clientes e identificaram o policial de folga André Alves Ribeiro, que foi baleado e não resistiu

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

03 de janeiro de 2016 | 13h16

Atualizada às 17h10

Um policial militar de folga foi baleado e morto na noite do último sábado, durante assalto a uma pizzaria na Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo. Os quatro suspeitos que participaram do roubo seguido de morte não haviam sido investigados até ontem. A Polícia Civil investiga o caso. 

André Alves Ribeiro tinha 36 anos e era do 47º Batalhão da Polícia Militar (BPM). Ele estava de folga e jantava com familiares em uma pizzaria na Rua do Canavial, nº 210. Às 22h27, quando Ribeiro fazia um pedido, três indivíduos entraram no estabelecimento e anunciaram o roubo. 

Os três suspeitos, ainda não identificados, recolheram objetos de clientes e funcionários, além de R$ 100 do caixa do estabelecimento. Ao tentar roubar a carteira de Ribeiro, os indivíduos reconheceram a identificação de policial militar e atiraram. Segundo o boletim de ocorrência, os suspeitos dispararam “sem que houvesse tempo para defesa” da vítima. 

O cunhado de Ribeiro, que estava no local e não teve o nome revelado, chegou a socorrê-lo ao Hospital Vila Nova Cachoeirinha. O policial não resistiu aos ferimentos e morreu.

Aos policiais, testemunhas disseram que os três suspeitos envolvidos no roubo do comércio utilizavam um Corsa prata. Dentro do veículo, havia um quarto indivíduo aguardando os comparsas. Ainda segundo as testemunhas, todos eram aparentemente adultos. Um deles tinha uma tatuagem colorida no braço esquerdo.

A Polícia Civil tenta agora identificar as câmeras de videomonitoramento que tenham registrado o crime. A pistola de calibre .40 do policial militar morto foi levada pelos assaltantes. O carregador da arma e uma pochete preta da vítima foram deixados pelos assaltantes. 

O caso foi registrado como roubo a estabelecimento comercial com violência seguida de morte. O boletim de ocorrência foi registrado no 72º Distrito Policial (Vila Penteado). O inquérito que investigará o caso será instaurado no 38º Distrito Policial (Vila Nova Cachoeirinha), responsável pela área.

Mais conteúdo sobre:
CachoeirinhaPM de folga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.