Divulgação
Divulgação

PM afasta policial que usou máscara de palhaço e machado em ação

Em foto divulgada pelo Whatsapp, agente aparece ironizando e ameaçando jovem em abordagem na zona sul de São Paulo

O Estado de S. Paulo

22 de julho de 2016 | 21h57

 

SÃO PAULO - A Corregedoria da Polícia Militar identificou e afastou das ruas o policial que foi fotografado vestindo uma máscara de palhaço e apontando um machado contra a cabeça de um jovem na zona sul de São Paulo. O nome do PM e o Batalhão em que ele atuava não foram divulgados. Agora, o agente vai responder a um processo administrativo, podendo ser processado criminalmente e expulso da corporação. 

A investigação da Corregedoria começou há cerca de uma semana com o objetivo de descobrir as circunstâncias em que as fotos foram tiradas e se o policial estava fazendo uma abordagem oficial ou se o fato seria uma "brincadeira" armada entre PMs. A imagem circulou nas redes sociais. 

Na legenda, o responsável pelas fotos escreveu: "Tem tatuagem de palhaço, mas quando vê um na frente fica com medo". Segundo a polícia, é comum criminosos tatuarem palhaços no corpo, que significa - no mundo do crime - que são matadores de policiais. Para a PM, que tomou conhecimento das imagens no dia 11 de julho, as imagens sugerem grave violação de direitos humanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.