PM acusado de ataques tem prisão decretada

O soldado da Polícia Militar suspeito de realizar quatro ataques na Baixada Santista teve a prisão preventiva (de 30 dias) decretada anteontem. O PM já estava em prisão administrativa desde domingo, e foi levado para o Presídio Militar Romão Gomes, em São Paulo. O soldado, que não teve o nome divulgado, é suspeito de quatro atentados a tiros em Santos e São Vicente, que deixaram um morto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.