PM acompanha de perto manifestação de camelôs no Brás

Vendedores fazem quarto dia de protesto contra o fim da emissão dos Termos de Permissão de Uso

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

23 de agosto de 2007 | 08h30

Pelo quarto dia seguido camelôs do Brás protestavam contra a decisão da Prefeitura de não emitir mais os Termos de Permissão de Uso (TPUs). Nesta quinta-feira, 23, a Polícia Militar acompanhava de perto a manifestação dos camelôs. Vendedores ambulantes faziam uma caminhada contra o fim da chamada "Feirinha da Madrugada". Por volta das 8 horas, eles estavam próximo à Rua Oriente, uma das principais do bairro. Durante a madrugada, a PM prendeu o camelô João dos Santos Pereira, de 34 anos. Por volta das 3 horas, ele caminhava na Rua João Teodoro, próximo à esquina com a Rua Müller. Ele carregava um saco de relógios que tinha cerca de 50 kg, segundo os policiais militares, que faziam a ronda para impedir a montagem de barracas na região. Pereira foi encaminhado ao 12º Distrito Policial, do Pari. A polícia agora vai apurar se no material apreendido há relógios roubados ou contrabandeados. Não havia informações se ele sabia que não podia mais montar uma barraca na região e comercializar produtos durante a madrugada. A possibilidade de que os relógios seriam distribuídos para outros camelôs também seria investigada pela polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
camelôs no Brásprotesto de camelôs

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.