Divulgação
Divulgação

Playcenter anuncia fechamento para reforma e promete novo conceito em julho de 2013

Tradicional parque de diversões de São Paulo interrompe atividades temporariamente no dia 29 de julho, após 40 anos de funcionamento

Solange Spigliatti - estadão.com.br,

19 Março 2012 | 09h18

Atualizado às 11h30

São Paulo, 19 - O parque de diversões Playcenter, instalado há 40 anos ao lado da Marginal do Tietê, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, ficará fechado para reforma a partir do dia 29 de julho.

Segundo a assessoria de imprensa, o parque vai interromper as atividades durante pelo menos um ano e deve ser reaberto no segundo semestre de 2013 com um novo conceito.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Playcenter nesta segunda-feira:

"Em 2013, São Paulo ganhará um novo Parque de diversões. Com quatro décadas de experiência o Grupo Playcenter investirá em um conceito de diversão inédito no Brasil, projetado sob medida para os pais.

Esse novo conceito de parque é resultado de um longo trabalho realizado nos últimos anos, baseado em pesquisas que apontaram que na cidade de São Paulo há uma carência de espaços onde os pais possam brincar e interagir junto com seus filhos. 

Para garantir o conforto e a experiência dos visitantes, a capacidade máxima será limitada a 4.500 pessoas por dia. O modelo de parque é uma tendência mundial e segue os moldes de Legoland, Nickelodeon Universe, entre outros, com atrações inéditas, muito verde, conteúdo temático, educacional e interatividade.

Serão investidos R$ 40 milhões entre pesquisas, projetos, instalações, atrações, start-up operacional e marketing. O empreendimento estará em pleno funcionamento durante a Copa do Mundo de 2014. Para isso, a data de inauguração está prevista para julho do próximo ano. 

O Grupo Playcenter estuda levar esse modelo de Parque para outras capitais do Brasil. Para a implantação do Novo Parque, o Playcenter encerrará suas atividades no dia 29 de julho".

Mais conteúdo sobre:
playcenter, parque de diversões

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.