Placas vão ganhar informações em inglês

300 empregados já participam de cursos de capacitação para falar mais facilmente com os turistas estrangeiros

O Estado de S.Paulo

01 Outubro 2012 | 03h03

Outro aspecto que deverá ser contemplado na reformulação das estações é facilitar a acessibilidade a pessoas que não falam português. Os painéis que compõem a comunicação visual do sistema serão trocados por placas que trazem informações também em inglês. Segundo o Metrô, o projeto das novas estruturas está em "fase de revisão final". Mas não foi revelado o prazo para a substituição.

Ainda de acordo com a empresa, para a Copa do Mundo de 2014, parte de seus funcionários falará inglês, para poder se comunicar mais facilmente com os turistas estrangeiros. Ao todo, 300 empregados das estações da rede já estão participando de um curso de capacitação naquele idioma.

"Já estive em Hong Kong (China) e no metrô de lá todas as placas nas estações trazem informações em inglês também. Facilita muito a vida dos passageiros que são de fora", diz o engenheiro Sergio Woisky, de 55 anos, que, além do metrô, usa a Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

'Preliminar'. Sobre a reforma das 20 estações, o Metrô informou em nota que o projeto se encontra em "estudo preliminar". Originalmente, a empresa planejava restaurar 18 estações. A sua escolha se balizou por se tratarem de pontos importantes de conexão com outras linhas e modais e em razão da proximidade com o estádio onde serão disputadas as partidas da Copa na cidade.

Entretanto, mais duas estações passaram a ser contempladas com melhorias - Anhangabaú, na Linha 3-Vermelha, e São Bento, na Linha 1-Azul -, por causa da "fanfest", um evento com telões para os torcedores assistirem aos jogos do torneio no Vale do Anhangabaú, no centro. Essas exibições dos jogos do Mundial de futebol também estão programadas para acontecer no Anhembi, na zona norte. /C.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.